/*Titulo do Blog*/

Esse é Aeron fotheringham, um carinha que sabe muito de adequação, adaptação e superação, eu escolhi essa foto pra mostrar que uma nova realidade não pode fazer ninguém deixar de viver, ela é adaptável, e você pode se adequar, ele faz loucuras sobre uma cadeira de rodas numa pista de skate, é isso mesmo, sobre uma cadeira de rodas, o normal séria sobre um skate, mas sua realidade pode até não permitir que ele ande numa pista de skate sobre um, mas ele não permitiu que ela não deixasse que ele radicalizasse sobre uma cadeira de rodas, ele deve ter visto que podia que sua realidade podia ser adaptável, superada e que ele podia de alguma forma radicalizar, é um exemplo pra qualquer um que por uma fatalidade teve que se ver numa cadeira de rodas ou com um membro amputado e etc... Eu sei como é ter que se adequar a uma brusca mudança, a lidar com o medo de nunca mais poder transar outra vez, por causa de um monstro chamado impotência, parece que a possibilidade de se apaixonar de novo fica tão distante, eu sei como é, como outras pessoas têm que lidar com o problema de relacionamentos que tiveram que terminar por causa da nova realidade, viver na dependência de outras pessoas até conseguir poder se virar sozinho, a dificuldade de fazer cada coisa por mais simples que seja a dificuldade que temos em pensar em coisas como voltar a estudar, trabalhar, casar, ir a uma danceteria, cinema, teatro, ao jogo de futebol do time que gostamos e fazer tantas outras coisas, hoje eu sei que não a limitações pra quem quer chegar a algum lugar, mesmo estando numa cadeira de rodas como Aeron, Mark Supan que joga num time de rúgbi de cadeira de rodas, Ricardo Lucena júnior que escreveu um livro chamado, Longo Caminho de volta, que se esforçou e entrou numa faculdade, você pode ver mais detalhes de sua vida em seu livro, e tantos outros que foram tomados de assalto por uma nova realidade, mas que não se entregaram a ela e se superaram, eu sou uma dessas pessoas, sou paraplégico, tenho 28 anos, estudante e toco minha vida sobre uma cadeira de rodas e, acredito realmente que podemos chegar aonde quisermos, se acreditarmos que podemos, esse blog é para compartilhar experiências, idéias e pensamentos, quem sabe eu ou você por meio da leitura ou postagem sua ou minha não surja uma luz pra algum dilema que por ventura eu ou você estivermos vivendo, ou pra alguém que passar por aqui e ler, não é? Desde já meus agradecimentos a todos que gastarem um tempinho postando nesse blog, obrigado.

3 comentários:

Caixa de acertos... disse...
8 de janeiro de 2009 17:59
Este comentário foi removido pelo autor.
Caixa de acertos... disse...
8 de janeiro de 2009 18:01

Bom, uma amiga deixou num depoimento do orkut uma frase de impacto maravilhosa de Dalai Lama "A felicidade é sempre resultado da atividade criativa". Acredito que as pessoas que passaram por situações difíceis e conseguem superá-las, exerce esse poder de gerar felicidade. Se as limitações aparecem, junto a elas o nosso poder de criar alternativas aparecem também, essa é a mágica da nossa existência.
Karina

Luciana disse...
12 de janeiro de 2009 12:37

Poxa acho massa a atitude dessas pessoas que mesmo com alguma limitação física, continuam em busca de seus sonhos...Tbém sou deficiente física e o importante para mim é fazer com que a vida tenha sentido, vivê-la, mesmo com suas limitações...Não adianta reclamar e lamentar o que aconteceu ...bola pra frente...